Delivery: Brasília: (61) 99839-8505 | Goiânia: (62) 99394-9394 | Anapólis: (62) 99346-2032

Você já ouviu falar de aprimoramento genético no cultivo de peixes? A técnica tem se tornado comum entre as empresas com enfoque em qualidade, principalmente para produção de tilápia.

Alguns benefícios podem ser traçados quando falamos sobre essa questão. A estratégia realmente melhora os resultados de forma visível. Acompanhe nosso conteúdo a seguir e entenda mais!

O QUE É APRIMORAMENTO GENÉTICO?

O aprimoramento genético é realizado nos primeiros contatos do peixe com o ambiente externo, em uma cadeia de produção para consumo humano. Tudo funciona da seguinte maneira: primeiramente, você precisa estabelecer o fenótipo que deseja que seja aprimorado, de acordo com as suas necessidades de criação.

Essa base será usada para que você tenha um critério. Depois, basta selecionar os representantes dos traços que você precisa (que podem ser força, tamanho, sexo, entre outros) e fazer com que eles cruzem. O cruzamento de espécies com traços em comum é a base para o aprimoramento genético em grande escala.

Vale pontuar que essa técnica pode ser enquadrada em uma rotina de estímulo ao desenvolvimento precoce dos peixes, para que a variedade de fenótipos suma da cadeia produtiva. Isso significa que só vão permanecer os representantes de seu interesse na produção.

Você deve começar realizando um programa de aprimoramento, que envolve esforços de uma série de profissionais, incluindo os pesquisadores da área.

BENEFÍCIOS DA TÉCNICA

A seguir, separamos para você algumas das vantagens do aprimoramento genético corretamente utilizado em tilápias para melhorias no mercado.

MAIOR QUANTIDADE DE PRODUÇÃO

Um dos principais motivos pelos quais a maioria das cadeias produtivas de qualidade possuem o aprimoramento genético é exatamente a maior quantidade de peixes que podem ser usados para consumo.

Esse fator se justifica por duas características das linhagens controladas. Primeiramente, temos o fato de que nenhuma das espécies será inutilizada, pois todos os peixes possuem o traço de seleção. Em segundo lugar, podemos ter um maior rendimento em filés a partir de apenas uma tilápia aprimorada.

COMBATE À MORTALIDADE

A mortalidade de tilápias destinadas ao consumo pode ser explicada de diferentes maneiras, como pela má alimentação ou condições de vida. Existem, ainda, alguns traços que não são propícios ao cultivo.

Quando investimos no aprimoramento genético, estamos também combatendo essas possibilidades. Afinal, esse tipo de cadeia de produção é mais controlado!

VALORIZAÇÃO DO PRODUTO FINAL

O produto final tem o seu valor definido por uma série de fatores: a procedência do peixe, a marca, as condições de transportes, a durabilidade e, claro, as condições em que a criação foi feita. Na realidade, tudo depende de como a cadeira produtiva está estruturada.

Existem marcas de pior qualidade que comercializam tilápias sem utilização da técnica do aprimoramento genético. Além de mais cara, essa estratégia resulta em filés de baixa procura entre clientes mais exigentes.

Por isso, quando aplicamos o aprimoramento, estamos automaticamente investindo em produção mais valorizada.

E você, está pronto para apostar em produtos que possuem a técnica do aprimoramento genético no cultivo? Não se esqueça de deixar o seu comentário abaixo!

Open chat
1
Olá, como posso te ajudar?