Delivery: Brasília: (61) 99839-8505 | Goiânia: (62) 99394-9394 | Anapólis: (62) 99346-2032

A tilápia é que um pescado exótico com origens na África e no Oriente Médio e que se ajusta facilmente ao ambiente, se reproduzindo o ano inteiro.

A tilápia é produzida em cativeiro em várias pisciculturas no nordeste do Brasil. A pele tem uma grande quantidade de colágeno tipo 1 que acelera a cicatrização. Ela é muito resistente e possui umidade. Os animais aquáticos apresentam poucas chances de transmissão de doenças 

Queimaduras

A pele de tilápia vem se tornando uma alternativa para cuidar de queimaduras mais barata. As formas tradicionais de tratamento são caras pela quantidade de material em trocas de curativos frequentes e analgésicos e anestésico para conter a dor. O curativo com tilápia ajuda queimaduras superficiais até o final da cicatrização por 10 dias, sem precisar ter que trocar várias vezes.

O curativo

A pele da tilápia é lavada, colocadas em caixas isotérmicas para o Banco de Pele. Passam por uma esterilização inicial, depois é feita uma radioesterilização para retirar possíveis vírus. Elas são refrigeradas para serem utilizadas em até dois anos.

O curativo adere-se à pele e evita a contaminação por meio externo que leva a perda de líquido e proteínas.

SUS

O tratamento que já ocorre pelo SUS de forma experimental no Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Pernambuco. A Anvisa, ainda, está estudando sobre o tratamento para aprovar a técnica para, depois, ser utilizada em hospitais públicos de tratamento de queimados. 

A pele de tilápia pode ficar em cima das queimaduras por vários dias, melhorando a cicatrização, evitando infecções e perda e líquidos e proteínas. Tratamento consiste em tapar a ferida, aderindo a pele e diminuir o risco de infecção e da dor. O tratamento convencional é feito com pele de cadáver na recuperação inicial.

Acessórios

A pele da tilápia pode ser usada no artesanato na confecção de bolsas, sapatos, roupas, brincos, pulseiras e anéis. Para isso, são escolhidas tilápias de cerca dois quilos para a pele ser processada para transformar em couro. O processo demora quatro dias para depois serem tingidas e vendidas.

Meio ambiente

A tilápia sem o devido controle pode atrapalhar o ambiente, pois ela pode se reproduzir facilmente em represas, lagos e reservatórios, podendo desequilibrar o ecossistema e outras espécies. A forma de cultivo no país não garante a segurança e total controle sobre os peixes.

Receita de tilápia com pele

Ingredientes: filé de peixe grelhado na frigideira, filé de peixe limpo, azeite, limão, sal e pimenta do reino.

Preparo: Os peixes devem ser temperados, marinando no tempero, para depois cozinhar. Ligue a frigideira no fogo, pincele um fio de azeite e deixe a frigideira esquentando.

Esprema os limões em cima sobre o peixe, coloque o sal e a pimenta do reino. Coloque a tilápia com a pele para baixo, deixe por 4 minutos para virar com uma espátula e deixe por 3 três minutos. Estará pronto quando estiver mais tenro e mais firme. 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2019-05/sus-podera-incorporar-pele-de-tilapia-para-tratamento-de-queimados

1
Olá, como posso te ajudar?
Powered by